Últimas Notícias

Ontem às 08:20

Québec busca profissionais qualificados em Natal

Em busca de novos talentos para atender à crescente demanda de mão de obra qualificada, a província canadense do Québec desembarcará em Natal (RN) no dia 10 de março (terça-feira) para ministrar uma palestra gratuita sobre seu programa de imigração. Os interessados podem se inscrever no site www.imigracao-quebec.ca/palestra. Informações sobre o local e horário serão enviadas posteriormente por e-mail.

O bom momento econômico das regiões do Québec proporciona novas perspectivas de emprego. O recrutamento internacional é um meio estratégico para as empresas manterem-se competitivas em áreas de alta tecnologia, onde a concorrência é agressiva.

A província do Québec procura candidatos de ambos os sexos, francófonos ou que tenham conhecimentos da língua francesa, que possuam formação e desejável experiência profissional em um dos setores de atividades visados, tais como engenharia, ciências da enfermagem, tecnologia da informação e comunicação, contabilidade, administração e marketing.

“Os principais assuntos abordados nas palestras serão os critérios de seleção, a preparação do projeto de vida no Québec, procedimentos de imigração, perspectivas de emprego, características culturais e valores da sociedade quebequense, além de respostas sobre as dúvidas do processo seletivo”, destaca Perla Haro Ruiz, assessora de prospecção e promoção do Ministério de Imigração, Diversidade e Inclusão do Québec.
 
Sobre Québec
A província do Québec, cuja maior cidade é Montreal, fica no leste canadense e ostenta uma excelente qualidade de vida, segurança, oportunidades de emprego, alta renda per capita, serviços de saúde e educação acessíveis a todos. A diversidade da sociedade quebequense é uma fonte de inovação e dinamismo, valorizando a liberdade de expressão, o respeito pelas diferenças, a igualdade de gênero e a laicidade.

Ontem às 08:18

SENAC abre inscrições para o concurso de bombeiro civil

O Senac está com inscrições abertas para o curso Bombeiro Civil. O objetivo é qualificar profissionais para atuar na prevenção de atividades de risco e atendimento a emergências, preservando vidas, meio ambiente e o patrimônio. A capacitação iniciará no dia 16 de março, na unidade Centro, em Natal.  

Com duração de 210h, as aulas acontecerão de segunda a sexta-feira, das 18h30 às 21h30. Para se inscrever, é preciso ter idade mínima de 17 anos e ensino fundamental II incompleto. O investimento pode ser dividido em até dez parcelas de R$ 68,00.

Entre as várias disciplinas, os bombeiros ficam capacitados a fazer primeiros socorros, previne e combate incêndios, resgate em espaço confinado, salvamento em altura, segurança contra incêndio.

O profissional capacitado pelo Senac tem certificação reconhecida em âmbito nacional. Mais informações sobre o curso podem ter obtidas pelo telefone 4005-1000

Ontem às 08:17

Governo do RN dará continuidade ao Programa Cidadão Nota 10

O Governo do Estado, através da Secretaria do Estado da Tributação (SET), está retomando os trabalhos para a volta da campanha Cidadão Nota 10, que tem como objetivos: combater a sonegação fiscal, estimular o hábito de exigir a nota ou cupom fiscal pela compra de mercadorias ou tomada de serviços e financiar instituições assistenciais.
 
Para que isso aconteça, a SET está recadastrando as instituições participantes. Sendo uma forma de tentar regularizar a situação cadastral e quitar a dívida deixada pelas gestões anteriores. A previsão é de que o programa volte a funcionar normalmente até setembro.
 
Segundo o titular da SET, o Cidadão Nota 10 pretende zerar a dívida deixada pelos governos anteriores. Com o recadastramento, esse passivo deverá diminuir, tendo em vista que muitas entidades estavam com situação irregular e, por isso, não estavam aptas a permanecer no programa conforme normas pré-estabelecidas.
 
Através do recadastramento, será solicitada a prestação de contas de cada instituição. Aquela que apresentar alguma irregularidade não poderá receber os benefícios acumulados.
 
Atualmente 96 entidades ainda permanecem registradas no viés Nota solidária, da campanha Cidadão Nota 10. Destas, 55 são sociais, 18 culturais, 16 de saúde e 7 desportivas. Enquanto 134 tiveram o cadastramento suspenso e 40 cancelados. As instituições ativas e suspensas poderão participar do atual processo de recadastramento. Já as que tiveram o registro cancelado deverão aguardar por outro procedimento.

Ontem às 08:09

Juiz determina bloqueio de R$ 304 mil do Estado para realizar cirurgia

O juiz da 5ª Vara da Fazenda Pública de Natal, Luiz Alberto Dantas Filho, determinou o bloqueio de R$ 304,5 mil das contas do Estado para a realização de cirurgia (incluindo material necessário ao procedimento) e internação hospitalar de um portador de fratura grave no joelho. O paciente adquiriu a enfermidade após sofrer acidente de trânsito no ano de 2012.

O magistrado ordenou que, após efetivado o bloqueio, seja intimado o Estado do RN, por intermédio de sua Procuradoria Geral (PGE), e notificado o secretário da Saúde Pública, para que ambos possam se manifestar no prazo de cinco dias quanto ao cumprimento da decisão judicial. O paciente deve informar, em 15 dias, a comprovação da destinação dos valores gastos com recursos públicos, mediante a apresentação de notas fiscais ou documentos similares.

O autor solicitou ao Juízo pela segunda vez o fornecimento de toda a estrutura logística, material e humana, necessários à realização do procedimento cirúrgico. Isso porque, mesmo o pedido de antecipação de tutela (regime de urgência) tendo sido deferido, houve descumprimento da decisão anterior. Assim, o paciente requereu o bloqueio de valores suficientes para a garantia do procedimento.

Ontem às 08:07

Câmara aprova aposentadoria aos 75 para ministros do STF

A Câmara dos Deputados aprovou na noite de quarta-feira a Proposta de Emenda à Constituição (PEC) 457/05, que aumenta de 70 anos para 75 anos a idade da aposentadoria compulsória para ministros do Supremo Tribunal Federal (STF), do Tribunal de Contas da União (TCU) e dos demais tribunais superiores. Foram 317 votos a favor, 131 contra e 10 abstenções.

A proposta volta agora à comissão especial para a redação e depois retorna ao plenário para a votação em segundo turno, o que deverá ocorrer na próxima semana. Como o texto do Senado foi mantido, assim, quando for votado em segundo turno, a PEC será promulgada e passará a fazer parte da Constituição Federal.

O texto aprovado pelos deputados é o mesmo aprovado pelo Senado e encaminhado à apreciação da Câmara. Para a votação do texto dos senadores, os deputados rejeitaram por 319 votos a favor, 18 contra e 9 abstenções, todas as emendas que visavam a alterar a proposta original do Senado.

Em outra votação, os deputados aprovaram por 278 votos a favor, 59 contra e 9 abstenções, o requerimento de preferência para que fosse votado o texto do Senado, em vez do substitutivo aprovado e apresentado pela comissão especial que analisou a PEC. O substitutivo da comissão, aprovado em 2006, pretendia que a proposta pudesse ser estendida a todos os servidores sem a necessidade de uma lei complementar como prevê o texto do Senado.

Alguns deputados se posicionaram contra a aprovação da PEC, mas a grande maioria foi a favor. Na avaliação do deputado Miro Teixeira (PROS-RJ), a aprovação da proposta vai preservar talentos no funcionalismo.
Saiu no Terra.

Ontem às 08:07

10 tecnologias emergentes que mudarão o mundo

Quais tecnologias emergentes tem o maior potencial de mudar o mundo?

O Fórum Econômico Mundial, que reúne anualmente 18 especialistas para responder a esta questão, listou dez inovações que podem mudar nossas vidas, transformar indústrias e proteger o planeta.

"Ao fazer isso, buscamos chamar atenção para estas tecnologias e preencher as lacunas de investimentos, regulamentação e compreensão pública, que muitas vezes são barreiras para o progresso", afirma o fórum.

A seguir, saiba quais são elas:

1. Carros movidos a hidrogênio
O fórum reconhece que estes veículos são uma promessa de longa data, mas diz que "só agora a tecnologia parece ter chegado ao ponto no qual montadoras planejam incorporá-la em lançamentos para consumidores".
Carros a hidrogênio têm algumas vantagens em relação aos atuais modelos, movidos a gasolina, álcool, diesel ou eletricidade.
Nos carros elétricos, é preciso recarregar suas baterias a partir de uma fonte externa de energia. Já as células de combustível geram eletricidade diretamente, usando combustíveis como hidrogênio ou gás natural. Esta energia fica armazenada nas baterias.
Isso permite que eles percorram grandes distâncias, como veículos movidos a combustível - o que não ocorre com os modelos elétricos, que ainda têm uma autonomia limitada.
Além disso, a recarga de uma célula de gás de hidrogênio comprimido leva apenas cerca de três minutos. Por fim, o uso de hidrogênio como combustível não gera monóxido de carbono, como ocorre com carros comuns, mas vapor d'água, o que ajuda a reduzir a poluição no ar.
Mas ainda há dois obstáculos: produzir hidrogênio barato em larga escala e criar uma infraestrutura para distribuí-lo à população.
"O transporte de hidrogênio por longas distâncias, mesmo que comprimido, ainda não é considerado economicamente viável hoje em dia", afirma o fórum. "No entanto, técnicas inovadoras de armazenamento logo reduzirão este custo e os riscos associados a esta prática."
O fórum espera que, em uma década, milhões de veículos movidos a hidrogênio estejam em uso.

2. Robótica
Outra tecnologia que há muito tempo se faz presente no imaginário coletivo, a robótica tem passado por avanços que estão permitindo que finalmente deixe de estar confinada a fábricas e outras tarefas simples.
"Sensores melhores e mais baratos permitem que robôs sejam capazes de compreender e responder ao ambiente em torno dele. Seus 'corpos' estão se tornando mais adaptáveis e flexíveis", afirma o fórum.
"E eles estão mais conectados, beneficiando-se da computação em nuvem para acessar e processar informações remotamente, em vez de terem que ser inteiramente programados para realizar uma tarefa autonomamente."
Com isso, os robôs estão assumindo uma variedade de tarefas, como um controle preciso de pragas em plantações e sua colheita ou cuidando de idosos e pacientes, inclusive na sua reabilitação física.
Além disso, robôs menores e mais habilidosos estão não apenas realizando tarefas repetitivas em fábricas no lugar das pessoas, mas também colaborando com humanos em vez de substituí-los.
"O medo de que robôs conectados à web possam fugir do controle se tornará mais proeminente, mas, conforme estas máquinas realizam tarefas domésticas e as pessoas se familiarizam com elas, esse receio deve ser amenizado", afirma o fórum.

3. Plástico 'thermoset' reciclável
Ao contrário dos termoplásticos, que podem ser aquecidos e reaquecidos para adquirirem diferentes formas e serem reciclados, os plásticos "thermoset" só podem passar por este processo uma única vez.
Isto confere durabilidade a este tipo de plástico, tornando-o uma parte importante do mundo atual, com seu uso em celulares, computadores e aeronaves, mas também faz com que seja impossível reciclá-los.
Mas, em 2014, houve avanços significativos nesta área, com a descoberta de uma nova categoria reciclável de plásticos "thermoset", com o uso de ácido para quebrar a cadeia de polímeros que os forma e os reutilizar na fabricação de novos produtos, mantendo suas características mais úteis, como a rigidez e a durabilidade.
"Apesar de nenhum processo de reciclagem ser 100% eficiente, esta inovação - se for empregada amplamente - pode gerar uma grande redução no lixo descartado", destaca o fórum.
"Esperamos que este novo tipo de plástico 'thermoset' substitua o antigo em cinco anos e se torne onipresente em bens fabricados por volta de 2025."

4. Engenharia genética agrícola
A engenharia genética gera uma grande polêmica, mas o fórum defende que "novas técnicas permitem 'editar' o código genético de plantas para torná-las mais nutritivas ou resistentes às mudanças climáticas".
Atualmente, a engenharia genética de cultivos agrícolas depende de bactérias para transferir uma parte de DNA para outro genoma, algo que já foi comprovado ser tão arriscado (ou seguro, de acordo com o ponto de vista) quanto realizar esta transferência por cruzamento de espécies.
"No entanto, técnicas mais precisas de edição genética foram desenvolvidas nos últimos anos", afirma o fórum.
Elas conferem às plantas uma maior resistência a pragas e insetos, reduzindo a necessidade de uso de pesticidas, e aumentam a sustentabilidade de cultivos ao reduzir a necessidade de água e fertilizantes.
"Muitas destas inovações serão particularmente benéficas para agricultores de pequeno porte de países em desenvolvimento. Assim, a engenharia genética pode se tornar menos controversa, à medida que seu benefício seja reconhecido para aumentar a renda e melhorar a dieta de milhões de pessoas."

5. Manufatura aditiva (impressão 3D)
Hoje, a fabricação de produtos começa por um grande pedaço de determinado material, como madeira, metal ou rocha, e passa pela remoção de camadas até atingir a forma desejada.
Por sua vez, a manufatura aditiva - também conhecida como impressão 3D - parte do zero e aplica camadas do material até atingir a forma final, usando um modelo digital como guia.
"Produtos fabricados assim podem ser altamente personalizados para cada usuário, ao contrário de produtos feitos com processos de fabricação em massa", esclarece o fórum.
Além disso, usando células humanas como material básico, esta técnica permite criar tecidos orgânicos que podem ser usados no teste de segurança de medicamentos, além de transplantes.
"Um próximo estágio importante da manufatura aditiva seria fabricar desta forma componentes eletrônicos, como placas de circuitos", destaca o fórum.
"Esta ainda é uma tecnologia nascente, mas deve se expandir rapidamente na próxima década com oportunidades e inovações que a aproximarão do mercado de massa."

6. Inteligência artificial
Nos últimos anos, a inteligência artificial evoluiu bastante, com smartphones reconhecendo a voz de seu dono, carros que dirigem a si mesmos ou drones.
Hoje, esta tecnologia faz com que uma máquina reconheça um ambiente a sua volta e reaja a ele.
"Mas estamos dando um passo à frente com máquinas capazes de aprender autonomamente ao assimilar grandes volumes de informação", diz o fórum.
"Assim como os novos robôs, esta inteligência artificial nascente levará a um aumento significativo de produtividade. Máquinas com acesso rápido a uma imensa fonte de dados poderão responder a situações sem cometer erros com base em emoções, como no caso de diagnóstico de doenças."
O fórum reconhece que esta tecnologia tem riscos atrelados a ela, como máquinas superinteligentes que um dia poderiam suplantar a humanidade.
"Especialistas levam este receio cada vez mais a sério, mas, por outro lado, isso pode tornar ainda mais evidente a importância de atributos essencialmente humanos, como criatividade e relações interpessoais."

7. Manufatura descentralizada
Este tipo de fabricação de produtos muda completamente a noção que temos hoje da manufatura.
Em vez de reunir todo o material necessário para fazer um produto em um único - e enorme - local e depois distribuí-lo ao público, a manufatura descentralizada distribui a fabricação de diferentes partes do produto por diversos locais. E o produto final acaba sendo montado muito próximo de onde consumidor está.
"Na prática, isso substitui a cadeia de fornecedores de materiais pela informação digital. Em vez de fazer uma cadeira em uma fábrica central, fábricas menores e locais recebem instruções de como fazer suas peças, que podem ser montadas pelo próprio consumidor ou em oficinas", esclarece o fórum.
"Isso permite usar recursos de forma mais eficiente, com menos desperdício, diminuindo o impacto ambiental. Também reduz a barreira de entrada para novas empresas num mercado ao diminuir a quantidade de dinheiro necessário para criar um protótipo e fabricar produtos."
O fórum defende que esta nova técnica de fabricação mudará o mercado de trabalho e a economia da manufatura, mas também apresenta riscos, por ser mais difícil de regular.
"Nem tudo poderá ser feito desta forma. Cadeias de produção ainda serão necessárias para bens de consumo mais importantes e complexos."

8. Drones inteligentes
Drones são usados amplamente nos dias de hoje, na agricultura, no cinema e em outras aplicações que requerem uma vigilância aérea ampla e barata.
"Mas, até agora, eles têm pilotos humanos, que os controlam a partir do solo", explica o fórum.
"O próximo passo é desenvolver máquinas que voam por conta própria, o que permite uma série de novos usos."
Para isso, os drones precisam ser capazes de usar sensores para reagir ao ambiente a sua volta, mudando sua trajetória e altura de voo para evitar colisões com outros objetos em seu caminho.
Isso permitirá que estes robôs assumam tarefas perigosas para humanos, como manutenção de redes elétricas. Ou realizar entregas de medicamentos urgentes mais rapidamente.
Na agricultura, poderiam auxiliar no uso mais preciso de fertilizantes e água ao analisar plantações desde o ar.
"Com esta tecnologia, os drones poderão voar de forma mais próxima a humanos e em cidades", destaca o fórum.
"Mas, para serem amplamente usados, eles terão que se provarem capazes de voar em meio às mais difíceis situações, como em tempestades de areia e nevascas. Quando isso ocorrer, eles nos tornarão imensamente mais produtivos."

9. Tecnologia neuromórfica
Ainda hoje, os mais avançados computadores não conseguem superar a sofisticação do cérebro humano.
Estas máquinas funcionam de forma linear, transferindo informação entre chips e um processador central por meio de uma rede. Já um cérebro funciona de forma totalmente interconectada, com uma densidade de conexões que superam em muito a de um computador.
Mas cientistas já trabalham na criação de chips neumórficos, que simulam a arquitetura cerebral e aumentam exponencialmente a capacidade de um computador processar informações e reagir.
"Uma limitação da transferência de dados entre uma memória e um processador central é que isso usa grandes quantidades de energia e gera muito calor", afirma o fórum.
"Chips neumórficos são mais eficientes neste aspecto e mais poderosos, funcionando como uma rede de neurônios."
O fórum acredita que esta tecnologia, em estágio de protótipo em empresas como a IBM, é a próxima etapa da computação de ponta e permitirá um processamento de dados mais ágil e potente, abrindo caminho para máquinas aprenderem por conta própria.
"Computadores serão capazes de antecipar e aprender, em vez de apenas reagir de acordo com a forma como foram programados."

10. Genoma digital
O primeiro sequenciamento do genoma humano levou muitos anos e consumiu dezenas de milhões de dólares, mas, hoje, isso pode ser feito em minutos por algumas centenas de dólares.
"Essa habilidade de desvendar nossa genética individual promete levar a uma revolução, com serviços de saúde mais personalizados e efetivos", defende o fórum.
Isso porque muitos dos males que enfrentamos derivam de um componente genético. Com esta digitalização do DNA, um médico poderia, por exemplo, tratar um câncer de acordo com a composição genética do tumor.
O fórum ressalta, no entanto, que, assim como toda informação pessoal, será necessário proteger o genoma de uma pessoa por motivos de privacidade.
"Mas os benefícios provavelmente superarão os riscos."
Saiu na BBC Brasil.

Carros movidos a hidrogênio

Ontem às 07:59

Vale a pena empreender depois dos 40 anos?

Estou na casa dos 40, assim como a maioria dos meus amigos. Muitos deles preferem se manter empregados. Outros, assim como eu, têm trilhado há anos o caminho do empreendedorismo por vocação e escolha. Mas, parafraseando o poeta Carlos Drummond de Andrade, há uma pedra no caminho. Empreender numa fase madura da vida, por sonho ou necessidade,  tem lá suas peculiaridades.

Fato: repetir a experiência de nossos pais e avós, que trabalhavam por décadas em uma mesma empresa até se aposentarem, é algo improvável nos dias de hoje. Afinal, a maioria das empresas está focada no recrutamento e na retenção de jovens talentos. Profissionais nas faixas dos 40 ou 50 anos, mesmo os mais capacitados, têm experimentado o gosto amargo do desemprego, acompanhado da dificuldade em encontrar uma nova colocação no mercado. Você, com certeza, conhece alguém nessa situação.

As estatísticas do Cadastro Geral de Empregados e Desempregados do Ministério do Trabalho mostram que, só em novembro de 2014, houve um recuo de mais de 30 mil postos no total de trabalhadores com carteira assinada no país, o pior resultado para o mês desde 1999. A noticia é ainda mais desalentadora para os profissionais considerados mais vulneráveis, ou seja, que estão acima dos 50. No ano passado, os postos de trabalho ocupados por pessoas dessa faixa etária e com até dez anos de estudo tiveram uma retração de 3,4%.

Este ano, o cenário não deve melhorar. A consultoria Tendências estima que o ajuste fiscal nas contas do governo deve fazer subir a taxa de desemprego nas seis principais regiões metropolitanas do país. Para ter uma dimensão do problema, hoje mais de 8 milhões de pessoas na meia-idade não trabalham e não estão aposentados. Segundo a Fundação Getúlio Vargas, esse número cresceu 30% desde 2008.

Frente a essa dura realidade, é natural que gente acima dos 40 anos enxergue o empreendedorismo como saída para enfrentar o desemprego, ou a ameaça de sofrer esse golpe, antes de obter a sonhada aposentadoria. Mas, nessa fase mais madura da vida, é necessário fazer algumas perguntas.

Seria mais - ou menos - arriscado empreender depois dos 40? Há tipos de negócios mais indicados para pessoas dessa faixa etária e além? Existem canais de orientação e suporte voltados para atender e capacitar esse público? É fácil conseguir crédito para iniciar um negócio? O que as pessoas que começaram a empreender depois dos 40 têm a dizer?

É bom avisar que não existem “fórmulas mágicas” para essas e outras questões. Todo mês, nesta coluna, vamos trocar ideias, trazendo dicas e sugestões para quem está acima dos 40 e deseja - ou precisa - empreender.

Nessa discussão, um dos aspectos mais importantes é que os empreendedores mais maduros, em geral, têm expectativas diferentes daquelas dos empreendedores mais jovens. Pense sobre isso. Hoje, do que você não abriria mão, nem mesmo para empreender? Essa é uma pergunta básica, que serve para colocar todo o resto em perspectiva.

Ontem às 07:57

PEC que restringe coligações eleitorais será votada na próxima terça

A PEC 40/2011, primeiro item da pauta da Ordem do Dia nesta quinta-feira (5), será analisada na sessão deliberativa da próxima terça-feira (10), conforme informou o presidente do Senado, Renan Calheiros. A proposição integra o pacote da reforma política que o Senado está empenhado em votar rapidamente.

A proposição permite coligações eleitorais apenas nas eleições majoritárias (para presidente da República, governador e prefeito), mas veda esse tipo de aliança entre as legendas nas disputas de deputados federais e estaduais e vereadores.

Ontem às 07:55

Carros da Hyundai agora podem ser controlados pelo relógio

A Hyundai atualizou seu sistema Blue Link, adicionando suporte ao Android Wear, sistema operacional para relógios. Na nova versão, os usuários poderão desbloquear e dar a partida em seus automóveis a partir de seus smartwatches.

Além disso, é possível usar o aplicativo para ligar as luzes, desligar o motor e encontrar onde estacionou o carro. Todos esses comandos também podem ser dados por voz, bastando pressionar um botão no smartwatch e falando o comando.

Para ter acesso a esses recursos é necessário ter uma assinatura do pacote Blue Link.

Ontem às 07:54

Projeto pune com multa discriminação salarial contra mulheres

O PLS 88/2015 prevê multa para quem fizer discriminação salarial em razão do gênero. A legislação atual já proíbe qualquer tipo de discriminação na contratação ou diferença salarial entre homens e mulheres que exerçam as mesmas funções e tenham o mesmo serviço. O autor da proposta, senador Fernando Bezerra Coelho (PSB-PE), lembra que, nas grandes empresas brasileiras, os homens ganham em média 44% a mais do que as mulheres.

Ontem às 07:53

App permite que chefes usem relógios inteligentes para monitorar funcionários

A Better Works, empresa americana focada em aumentar a performance dos funcionários em ambiente corporativo, está desenvolvendo um app que permite ao chefe monitorar o desempenho de um subordinado que estiver usando relógio inteligente.

Utilizando o app, a empresa estipula uma série de metas para cada funcionário e a partir daí, é possível acompanhar o progresso desses objetivos. O programa é capaz de quantificar o progresso de cada pessoa e, segundo a desenvolvedora, encorajar o trabalho em equipe.

"Nossa motivação é simples: mostrar informações de metas em tempo real em um dispositivo vestível é uma maneira poderosa e leve de informar nossos usuários - especialmente executivos ocupados - sobre o andamento de seus objetivos, sem interromper o trabalho. O aplicativo torna mais fácil obter uma visão rápida de onde os objetivos atuais estão, adicionar check-ins e animar os colegas de trabalho para que alcancem seus objetivos", explica a empresa em comunicado.

O projeto já ganhou respaldo e investimento de grandes nomes da tecnologia, como John Doerr, membro do conselho do Google e Deep Nishar, vice-presidente do LinkedIn.

Ontem às 07:52

Aprovado projeto que garante à mãe mesmos direitos do pai para registrar filhos

O Senado aprovou nesta quinta-feira (5) o PLC 16/2013, que autoriza a mulher a fazer registro de filho em igualdade de condições com o pai. Apresentado na Câmara, o projeto altera a Lei de Registros Públicos, que só permite que a mãe faça o registro quando o pai se omitir ou estiver impedido de registrar a criança. A matéria vai à sanção.

Ontem às 07:49

Charge de Hoje

A famosa lista dos envolvidos no Petrolão.

Ontem às 07:47

Carregadores sem fio para smartphones invadem o mercado em 2015

Quem não viveu essa cena: sem bateria no celular e sem o cabo adequado para recarregar o aparelho? Isso pode virar passado com os carregadores sem fio existentes no mercado, que esperam uma alta em 2015.

Durante o Mobile World Congress, feira mais importante do setor que acontece de segunda até esta quinta-feira em Barcelona, estes artigos receberam um impulso significativo por parte dos grandes fabricantes como a sul-coreana Samsung.

Desbancada da liderança mundial no último trimestre de 2014 pela Apple, a Samsung lançou em Barcelona seu cobiçado novo modelo, o Galaxy S6, com o qual espera recuperar o domínio perdido. Uma de suas grandes novidades é, precisamente, a possibilidade de ser carregado sem necessidade de cabos em um tempo reduzido.

A gigante dos móveis sueca Ikea também disse em Barcelona que na primavera de 2015 vai lançar na Europa e na América do Norte uma linha de criados-mudos, lâmpadas e produtos de escritório com carregadores sem fio. Algum tempo depois eles serão comercializados no resto do mundo.

Com esse sistema, basta colocar o celular sobre uma base para que seja carregado, por indução ou por transmissão de ondas. Para isso, o aparelho deverá ser equipado com um receptor adequado.

Sul-coreanos e suecos usaram o padrão Qi proposto por um consórcio de 200 empresas. Segundo o consórcio, criado em 2008, este sistema é o mais encontrado no mundo, com pontos de carga em 3.000 hotéis, restaurantes, aeroportos e espaços públicos.

Além disso, mais de 80 modelos de smartphones e 15 tipos de veículos e acessórios usam o sistema.


'Um padrão homogêneo'
Estes anúncios "permitirão dar um grande passo", espera Inge Täuber, da empresa alemã L&P Automotive, que participa do projeto.

A executiva destaca o lado prático da recarga sem fio: os fabricantes não precisarão enviar os cabos e os usuários não precisarão carregá-los para todo lado com medo de ficar sem bateria.

"As pessoas não têm que ter medo que suas bases de carga fiquem obsoletas, porque serão compatíveis com as novas gerações de smartphones", diz.

Também não será um inconveniente a falta de um receptor no aparelho, porque existem adaptadores, na forma de capas ou pequenos acessórios, comercializados a dez euros ou mais.

Kevin Curran, membro do Instituto de Engenheiros de Eletrônica e Eletricidade (IEEE) e professor de informática na universidade de Ulster (Irlanda do Norte), diz que 2015 "é provavelmente o ano da recarga sem fio" devido ao auge do padrão Qi.

Ele compete com outros padrões, como o PMA e o A4WP, apoiados por cerca de 200 empresas no ramo das telecomunicações, informática e eletrônica. A previsão de funcionamento é meados de 2015 para reforçar seu peso e "acelerar o crescimento deste mercado iniciante".

Para Täuber, a concorrência entre esses grandes padrões não supõe um problema real para a definição de um padrão comum ou para o desenvolvimento de bases compatíveis com as diferentes tecnologias.

O caminho é um "padrão homogêneo", explica. Mas até agora os fabricantes de telefones não alcançaram esse objetivo apesar da pressão, especialmente por parte da União Europeia, para o uso de carregadores universais antes de 2016. Uma primeira tentativa da Comissão Europeia em 2010 foi um fracasso.

Para os analistas ainda é complicado quantificar o peso deste novo mercado. O "Wireless Power Consortium", do padrão Qi, vendeu 50 milhões de carregadores em 2014, ano em que as vendas mundiais celulares alcançaram 1,8 bilhão de unidades, segundo a consultoria Gartner.
Saiu na France Press.

Ontem às 07:45

Facebook vai remover das fan pages likes de contas inativas

Se você administra fan pages no Facebook ou é participante regular de alguma delas, poderá notar uma leve diminuída na quantidade de fãs dessas páginas nos próximos dias: a companhia anunciou hoje (5) que irá excluir da contagem “curtidas” de perfis inativos.

Para essa medida, o Facebook levará em consideração tanto perfis desativados voluntariamente quanto as contas que viraram memoriais, isto é, estão associadas a participantes falecidos. Os perfis inativos que por ventura forem reativados farão parte das contagens novamente.

A princípio, a decisão pode não agradar administradores que ficam sempre atentos aos números de suas páginas, mas o Facebook explica que o procedimento trará dois benefícios: ajudará na mensuração mais precisa de dados de acesso e, especialmente no caso de empresas, facilitará a localização de usuários que se relacionam com as suas marcas.

O processo de “limpeza” começa no próximo dia 12 e deve durar várias semanas. Mas esse é o trabalho mais fácil, por assim dizer: o Facebook também está engajado em combater a “praga” dos perfis falsos da rede social.

Como o problema é particularmente expressivo na Índia, a empresa vem testando novas ferramentas de detecção e verificação de contas nesse país. Com os testes, o Facebook espera conseguir checar mais rapidamente denúncias de perfis falsos e criar mecanismos que dificultem a criação dessas contas.

05/03/2015 às 07:34

Justiça na Praça em Parnamirim

O Tribunal de Justiça do Rio Grande do Norte vai promover na próxima terça-feira, 10, na Avenida Castor Vieira Régis, na Cohabinal, o evento Justiça pela Paz em Casa, em comemoração ao Dia Internacional da Mulher – 8 de março.

De acordo com os organizadores o evento será uma ação de cidadania, reunindo diversos serviços públicos para beneficiar as mulheres. A Prefeitura de Parnamirim vai disponibilizar toda a estrutura necessária para os atendimentos que vão desde os serviços de saúde com consultas ginecológicas, testes de HIV, ginástica laboral, teste de glicemia até palestras educativas e inscrições para os cursos do Pronatec.

Todas as secretarias municipais foram envolvidas para a realização da ação de cidadania. A Secretaria de Assistência Social convocará as equipes do CREAs e CRAs para juntas poderem oferecer serviços como elaboração de currículos, cortes de cabelo, atividades do Conselho Tutelar e cadastramentos aos programas.

A ação Justiça pela Paz em Casa terá início a partir das 8 horas e se estenderá até às 16 horas, quando terá início uma caminhada até o Centro Pastoral, local escolhido para o encerramento das atividades, com uma oração.
Foto: Erivan Fernandes

05/03/2015 às 07:31

Santana do Matos: MP firma ajustamento com Paróquia e Educandário para assegurar educação inclusiva

O Ministério Público Estadual, por intermédio da Promotoria de Justiça na Comarca de Santana do Matos, firmou Termo de Ajustamento de Conduta com representantes da Paróquia, responsável pelo Educandário Senhora Santana, para que se abstenha de construir ou alugar edificações para instalação e funcionamento de escolas no município, sem que atendam as normas de acessibilidade.

Entre os considerandos para a celebração do TAC, o representante ministerial lembrou que constitui um dos objetivos da política nacional para a “Integração da Pessoa Portadora de Deficiência” o acesso, o ingresso e a permanência da pessoa com deficiência em todos os serviços oferecidos à comunidade.

Diante a falta de acessibilidade no Educandário Senhora Santana, unidade educacional sob a responsabilidade da Paróquia de Santana do Matos, além da necessidade de investimento em capacitação continuada bem como o oferecimento de atendimento educacional especializado, o Ministério Público do Rio Grande do Norte firmou o ajustamento de conduta no qual referido Educandário compromete-se a realiza adequações necessárias, observando as exigências contidas nas normas técnicas de acessibilidade no prazo de oito meses, até outubro de 2015, de modo a permitir o uso, com autonomia e segurança, também por pessoas com deficiência ou mobilidade reduzida, tudo com o objetivo maior de assegurar uma educação inclusiva.

O Termo de Ajustamento de Conduta será monitorado pelos órgãos e entidades responsáveis pela regular fiscalização da acessibilidade e pela prestação dos serviços de educação, sem prejuízo também da fiscalização do Ministério Público Estadual.

O ajustamento prevê o pagamento de multa para a Paróquia e para o Educandário em casos de descumprimento das cláusulas acordadas. Eventuais multas, em caso de execução, deverão ser revertidas para o Conselho Estadual dos Direitos da Pessoa com Deficiência.

05/03/2015 às 07:28

Fusão de partidos: senado aprova projeto

O plenário do Senado aprovou o primeiro projeto relacionado à reforma política. O projeto de lei complementar (PLC) 4/2015, enviado pela Câmara dos Deputados, estabelece que partidos políticos com menos de cinco anos de criação não podem fazer fusões com outras legendas.
 
O principal objetivo da proposta é evitar a criação de partidos políticos com o objetivo exclusivo de driblar a regra da fidelidade partidária. Também com esse objetivo, o projeto estabelece que janela de migração para novos partidos, surgidos de fusão, será de 30 dias.
 
O texto foi aprovado sem alterações, permanecendo igual ao enviado pela Câmara dos Deputados. Lá, o relator da matéria, deputado Sandro Alex (PPS-PR), incluiu dispositivo no texto aprovado para garantir que novo partido, surgido de fusão, não levará o tempo de propaganda, no rádio e na televisão, nem os recursos do Fundo Partidário, vinculados a deputados que mudaram de legenda.
 
A votação teve a oposição do senador Randolfe Rodrigues (PSOL-AP), que reclamou da “pressa” para a aprovação da matéria, que classificou como votação de ocasião. “O problema não é o mérito. Tenho dito aqui. O problema é a circunstância, a celeridade, a pressa com que a matéria está sendo colocada para votação diante de outros temas necessários à reforma política, diante de temas indispensáveis à reforma política, como o financiamento de campanha”, reclamou.
 
Apesar disso, o projeto contou com o apoio da quase totalidade do plenário, e foi aprovado em votação simbólica, o que significa que houve acordo sobre o mérito. Como não teve alterações em relação ao texto da Câmara, não precisa retornar para nova análise dos deputados, e segue para sanção da presidenta Dilma Rousseff.

05/03/2015 às 07:26

Comer amendoim evita problemas cardíacos, indica pesquisa norte-americana

Para proteger o coração, coma amendoim. Mesmo em pequenas quantidades. A recomendação é de cientistas da Universidade Vanderbilt, nos Estados Unidos. Ao analisar mais de 200 mil pessoas, eles chegaram à conclusão de que a oleaginosa reduz entre 23% e 38% as chances de complicações cardiovasculares e diminui a mortalidade geral de 17% a 21%. Os resultados foram divulgados na versão on-line da Jama, revista da Associação médica dos Estados Unidos.

Dos participantes, 71.764 eram homens e mulheres, negros e brancos, moradores do sudeste dos Estados Unidos. Os 134.265 restantes eram chineses, de ambos os sexos, moradores de Xangai. A maioria dos participantes fazia parte de classes socioeconômicas classificadas pelos pesquisadores como modestas. Em ambos os grupos, os homens comiam mais a oleaginosa do que as mulheres.

“Em nosso estudo, constatamos que o consumo de amendoim coincidiu com a redução da mortalidade geral, especialmente aquela causada por doenças cardiovasculares em populações negras e brancas norte-americanas, assim como entre chineses de ambos os sexos em Xangai”, afirmou Hung Luu, epidemiólogo da Faculdade de Medicina da universidade norte-americana e principal autor da pesquisa.

Segundo Hung Luu, a queda na mortalidade independe de fatores como condições metabólicas, tabagismo, alcoolismo e índice de massa corporal (IMC). “Observamos associações significativas entre o baixo consumo de amendoim e o risco de morte por câncer e diabetes mellitus. Não podemos, no entanto, fazer inferências etiológicas a partir desses dados observacionais”, pondera. O cientista também ressalta que, pelo fato de não ser um produto caro, o amendoim pode ser uma alternativa acessível e econômica para a prevenção de doenças cardiovasculares.

05/03/2015 às 07:25

Xiaomi vai fabricar smartphone no Brasil e vender direto para o consumidor

O Olhar Digital apurou na feira MWC, em Barcelona, que a chinesa Xiaomi vai produzir localmente seus smartphones com previsão de lançamento no Brasil até junho de 2015. Também serão oferecidos acessórios considerados essenciais, como capas.

A fabricante vai repetir a estratégia comercial adotada em outros países, praticando a venda direta para consumidor. Os preços prometem ser agressivos mas adaptados para a realidade da indústria local.

No mês passado, a Xiaomi sinalizou sua vinda ao Brasil com uma imagem da passagem aérea com o passaporte. O recado era tipicamente brasileiro: "põe mais água no feijão que já estamos chegando".